logomarca
  • Você está em:
  • Página inicial »
  • Notícias »
  • CONTRA O EBOLA, BILL GATES DOARÁ CERCA DE US$ 50 MILHÕES DE DÓLARES - NOTICIAS GOSPEL.

CONTRA O EBOLA, BILL GATES DOARÁ CERCA DE US$ 50 MILHÕES DE DÓLARES - NOTICIAS GOSPEL.

imprimir tamanho da letra: A- normal A+

Conhecido por ser fundador da companhia Microsoft e um dos homens mais ricos do mundo, o empresário Bill Gates também se dedica à filantropia com sua esposa Melinda Gates.

 

Através da Fundação Bill e Melinda Gates, o casal promove uma série de iniciativas beneficentes de larga escala, e a mais recente envolve o compromisso de uma doação de 50 milhões de dólares para ajudar a combater a crise do vírus ebola, na África Ocidental.

A fundação relatou em um comunicado que o dinheiro ajudará na compra de suprimentos e expansão de operações de emergência em países afetados.

O investimento também trabalhará "com parceiros dos setores público e privado para acelerar o desenvolvimento de terapias, vacinas e diagnósticos" para o tratamento e a cura da doença.

O surto já matou mais de 2.200 pessoas e infectou 4.300 pessoas, em países do oeste da África, destacando o Guiné, a Libéria e Serra Leoa como os mais afetados.

Dentro das circunstâncias, a crescente preocupação de países do primeiro mundo é tomar medidas para que o ebola não se espalhe para outros lugares.

O presidente norte-americano Barack Obama anunciou na última semana que enviará tropas dos EUA para a África Ocidental, concluindo que a situação é um grave problema de segurança nacional de seu país.

"Se não fizermos esse esforço agora, este surto não se espalhará somente pela África, mas por outras partes do mundo, pois há a perspectiva de que o vírus sofra mutações. Isto o tornaria facilmente transmissível. E então ele poderia ser um grave perigo para a Estados Unidos", explica Obama.

A Organização Mundial de Saúde também comunicou recentemente que o número de novos casos deve "aumentar exponencialmente".

A ONU estima que serão necessários cerca de 600 milhões de dólares em suprimentos, para conseguir combater a epidemia.

O governo do Reino Unido promete destinar cerca de 40 milhões de dólares, enquanto a Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional promete oferecer mais 75 milhões de dólares em fundos.

Grupos de ajuda humanitária têm se mobilizado por meio de vários centros de tratamento para o ebola em países necessitados. No entanto, há uma preocupação para se manter extremo cuidado com profissionais de sáúde que tem sido infectados durante o trabalho.

Deixe seu comentário
Sem comentários cadastrados.